25 de julho de 2005

Livros e leituras I – Pop ou Se o Papa era Pop, logo ser Pop não é pecado

QUEM me conhece sabe que por trás desses óculos e da minha cara de intelectual, existe uma alma Pop. Na infância O menino maluquinho, Marcelo, marmelo, martelo e, sobretudo, os gibis da turma da Mônica eram os meus clássicos. Na adolescência passei a ler os livros do Marcelo Rubens Paiva e os de aventura e policiais. O que mais gostei do M. R. Paiva não foi Feliz ano velho, mas sim Blecaute. [Nunca ouvi alguém falar que leu e gostou desse livro, mas sempre tem uma primeira vez.] Dos policias, Rubem Fonseca me apresentou o submundo e todo o seu contexto. [Gostei e gosto, mas hoje outras coisas atiçam minha agressividade interior, huhuhu.]
AGORA, como uma volta à infância, recuperei o gosto pelos quadrinhos e livros que ajudam a desanuviar a mente. Os mangás de Osamu Tezuka sobre a vida de Buda Sakyamuni (14 vol., Conrad Livros, http://www.lojaconrad.com.br/produto.asp?id=349) são lindos e, apesar de falarem sobre a vida da Índia de +/- 506 a. C., não falam de outra coisa que o mundo de hoje. O outro elixir desanuviador é o livro de Nick Hornby, Songbook (Riverhead Books), o qual peca somente na falta de um cedezinho. [Nada que um download internético não resolva.] Nick Hornby e Osamu Tezuka estão no topo minha lista de Top livros Pop do momento. Leiam e se divirtam. Quero também sugestões!
[Estou ansiosa por ver a adaptação de Em busca do tempo perdido, de Proust, para os quadrinhos. A idéia de tornar Proust pop é genial e o projeto vai até 2020.]

2 comentários:

John disse...

Livrinhos da infância? Vixi, lembrei de vários: "O Gênio do Crime", do J.C. Marinho; "Um Ônibus do Tamanho do Mundo", do J. M. Simmel; "A Droga da Obediência", do Pedro Bandeira; e todos da coleção Vaga-Lume. Agora, Nick Horby é tudo, hein? E os mangás sobre o Buda devem ser bem legais... Quanto às dicas, não me ocorre nada no momento, a não ser o disco "Silver & Gold", do maravilhoso Neil Young citado no post anterior. Vou pegar um expresso, vai um aí?

Luciano disse...

Embora não tenha sido convidado para a feliz cerimônia de lançamento do blog, aqui estou eu, comentando... :)
Nossa, quantas boas lembranças aqui: Marcelo, marmelo, martelo -Embrasou a moradeira do latildo!! -, a série Vagalume. Bons tempos!
Tezuka é muito legal! Lembra da Princesa e o Cavaleiro? (mais lembranças de infância)
Sugestões? Que tal Sin City (a HQ, não o filme)?
... e Toda a cura para todo mal (novo do Pato Fu, oba!)

**

Gostei de parar aqui e tomar um cafezinho...