7 de agosto de 2005

"O homem dividido em dois pela gota d'água"

NUNCA havia pensado na expressão "essa foi a gota d'água". Quando a gota d'água cai, ela nos tira da inércia e nos divide em dois, o antes e o depois (rs)! O homem [ser humano] dividido em dois pela gota d'água. Esse é o título que Evandro Carlos Jardim dá a uma de suas gravuras expostas na Pinacoteca do Estado, e um dos melhores títulos que já vi.
CONHECI um pouco desse gravador num curso sobre a história da gravura brasileira na USP, em 2000 e alguma coisa. O que me impressionou, no que vi então, não foi a técnica, mas a sensibilidade que transparecia em seus desenhos. Uma das gravuras apresentadas pela professora se chamava "I. S. km 23, sobre o vôo dos pássaros comuns" [outro título felomenal!], imagem sensível, delicada e forte.
ONTEM, depois de ter conhecido mais de seu trabalho, pude perceber um artista que faz uma releitura de sua obra e de si mesmo constantemente. O que, de fato, é o que nós fazemos todos os dias, para ele parece ser um meio de inserir seu mundo particular dentro do caos do mundo real. Seu modo único, por que seu, de ver a vida na cidade me encantou.
*************************
ALÉM da exposição dele, tinha quatro exposições fotográficas (uma sobre os sete pecados capitais; outra sobre umas folhas [não captei a mensagem...]; uma terceira de fotos do dono da Fotóptica; uma quarta sobre Havana); uma retrospectiva de um artista italiano Alfredo X [sou péssima com nomes...] e o lançamento de um livro de um artista Y regado a champagne, caviar e chorinho, com muitas pessoas chiques e vários, vários, vários guarda-costas.
ENQUANTO tomava um cafezinho de frente para a porta [para poder ver o movimento dos chiques e famosos, rs], um dos guarda-costas [de 2 m de altura, segurando um pedaço, proporcional ao seu tamanho, de torta de limão] olhava o movimento, falava num radinho e depois olhava de rabo-de-olho pra minha cara. Logo pensei: ele acha que eu sou uma terrorista? Uma mulher-bomba? Será? Será? Comecei a rir por dentro, pois se eu sorrisse ou fizesse algum movimento suspeito, ele pensaria que eu estava prestes a cometer um atentado contra o artista Y, de +/- 50 anos, cabelos negros, compridos e presos num rabo-de-cavalo [Grecin 2000 para homens], que sorria o tempo todo e que, num dado momento, pediu a seus ilustres convidados que fizessem uma roda.
ESSA foi minha deixa para chegar perto e ouvir o discurso. Não consegui ouvir nada, só vi as pessoas concordando com a cabeça e depois vieram as palmas. Achei tudo surreal, dei meia-volta e vi que do meu lado estava um moço que eu conhecia, mas não sabia de onde.
EU, com toda essa minha sutileza, virei para o moço e disse: "Oi, te conheço mas não sei de onde." [o vermelho básico se instalou nas minhas bochechas e de lá não quis sair... rá-rá-rá!] Quando, então, me surpreendi com a resposta: "Eu também te conheço, mas não sei de onde." [daí o vermelho básico se instalou nas bochechas dele... ótimo, ele é tímido!] Um minuto de silêncio e lá fui eu com a sutileza de uma elefoa, fazendo perguntas, até que descobrimos de onde nos conhecíamos e eu soltei um: "Ah, legal! Então tá bom, a gente se encontra por aí!" e fui embora. Detalhe: nem perguntei o nome dele, rrá, rrrá, rraaá... [o que que acontece comigo?]
BOM, contei tudo isso para dizer algumas coisas:
1) Vão à Pina ver todas as exposições, mas principalmente a do Evandro Carlos Jardim.
2) Tomem um cafezinho depois, se quiserem me convidar, aceito!
3) Essa minha timidez é muito louca, mas eu sou só esquisita! [rs] Minha irmã me recomenda tomar sempre uns florais, vou providenciá-los amanhã!
BOA semana para todos e muitos cafezinhos!
[[O primeiro comment feito neste blog foi um dos responsáveis por eu ter continuado a escrever aqui. Anonymous, seja lá quem você for, o blog é minha homenagem ao seu incentivo. Mas Anonymous, quem é você? Eu te conheço de algum lugar, mas não sei de onde...]]

4 comentários:

Anônimo disse...

Não vc não me conhece. Mas fico feliz que esteja escrevendo. Não tenha receio, pois não sou nenhum terrorista, maníaco ou ex-colega de facul tirando sarro!
Passei qq dia pelo seu orkut... Achei interessante o nome de seu blog... Vi que fazemos aniversário no mesmo dia...
Li...
Gostei!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Helô Beraldo disse...

Anonymous, você é meu xará de aniversário, então? Só por esse dado não poderia ser terrorista nem maníaco, rs. Colega de faculdade, tive poucos, pois em curso de Letras só tem mulher! Eliminei essa possibilidade também... Que bom que você gostou do que escrevo, fico muito feliz! Continue passando por aqui e, um dia, quando estiver preparado (rs), revele sua identidade secreta! Até mais!

Anônimo disse...

Secreta não tem nada. É só preguiça de preencher formulários. he he he
Mas já que.. né? Então fica!

Anônimo disse...

Aprendi muito